PIPAC- Pressurized intraperitoneal

             aerosol chemotherapy

Um procedimento inovador que vem para suprir a lacuna dos pacientes não candidatos a Citorredução Cirurgica com Quimioterapia Hipertérmica (hipec). O procedimento consiste em uma videolaparoscopia para mensuração e biopsia da carcinomatose e após a aplicação de quimioterapia aerosolizada no espaço peritoneal. Esse procedimento traz algumas vantagens como maior penetração do quimioterápico, distribuição mais homogênea da aplicação e possibilidade de multiplas aplicações.

O desenvolvimento dessa nova tecnologia esta em desenvolvimento pela empresa Bhiosupply para possibilitar essa nova forma de tratamento peritoneal também em pacientes no país.

Eduardo Dipp de Barros- Olivier Glehen-

Rafael Seitenfus- Antonio Nocchi Kalil

Aula de PIPAC - Congresso Brasileiro de Cirurgia Oncológica/2017

Primeiros casos de PIPAC realizados com tecnologia Brasileira -

No dia 12 de dezembro de 2017 foram realizados os primeiros 2 casos de PIPAC no Hospital Santa Rita - Complexo Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre. A equipe foi formada pela equipe de doenças peritoneais :  cirurgiões - Rafael Seitenfus, Antonio Nocchi Kalil, Eduardo Dipp de Barros-, anestesista - Marcia Machado Coimbra- oncologistas - Antonio Dal Pizzol Junior, Alexei Peter dos Santos, Livia Brancher Gravina-  e intensivista - Rodrigo Boldo.

Esse fato abre uma nova possibilidade de tratamento da carcinomatose peritoneal no país. 

Como a aerosolização pode mudar a abordagem da carcinomatose